Propriedades LAPIS-LAZÚLI

22/09/2017 15:45

Descubra as Propriedades e Benefícios do Lapis-Lazúli:

 

Para poder beneficiar das propriedades do lapis-lazúli, deverá possuir um lapis-lazúli verdadeiro (não sintético). Saiba mais acerca da autenticidade dos lapis-lazúli.

 

Os benefícios do Lapis-Lazúli sobre o corpo físico:

 

Segundo a litoterapia, o lapis-lazuli beneficia a cabeça, o cérebro, as glândulas endócrinas a hipófise e a epífise. Age sobre os olhos, atenua dores de cabeça e também a febre, desde que colocado sobre o chakra do terceiro olho. Sendo colocado sobre o primeiro chakra, impulsiona o crescimento de unhas e  cabelo. Quando colocado sobre o quinto chakra, acalma dores de garganta e tosse. Indicado também em casos de doenças de pele, eczemas, errupções cutâneas e picadelas de insectos.

 

Os benefícios do Lapis-Lazúli sobre o estado emocional:

 

Relaxa os grandes nervosos e os hipercerebrais. É a pedra do bom-humor e da comunicação. Apoia qualquer pessoa necessitando de prestar muita atenção intelectual, quer sejam estudantes, professores, contabilistas, banqueiros, etc. Melhora a memória e a visão. Desenvolve e amplifica a clarividência.

 

Os benefícios do Lapis-Lazúli na habitação:

 

Nenhum aspecto relevante, salvo o facto de não ser conveniente tê-la em quartos.

 

Chakras associados ao Lapis-Lazúli :

 

6º chakra (chakra frontal ou terceiro olho) –> localizado entre as sobrancelhas; está ligado à inteligência e ao poder psíquico. Regula o sistema nervoso, cérebro, nariz e olhos. No plano psíquico, favoriza a intuição, o equilíbrio interior, a clarividência.

 

Como limpar, purificar e recarregar o Lapis-Lazuli?

 

Devido à relativa delicadeza desta pedra (ver grau de dureza mais abaixo), não se devem usar solventes, nem vapores, nem ultrasons para a sua limpeza, quando muito, limitar-se a água e um sabonete suave.

 

Limpar sistematicamente, sempre que tenha sido utilizada para uma sessão terapêutica. Para proceder à limpeza energética/ purificação, deve utilizar-se preferencialmente água distilada (não salgada –>logo menos agressiva para a pedra) e deixar dentro de um grande recipiente com água durante algumas horas. Em alternativa, se utilizar água de nascente corrente (montanhas), então bastarão alguns segundos para se completar a  limpeza energética.

 

Para proceder à recarga energética, este mineral deverá ser exposto preferencialmente ao luar. Caso exponha o lapis lazuli ao sol, prefira uma exposição bem matinal ou bem ao fim da tarde por haverem menos raios UV. Saiba mais acerca dos métodos de limpeza e energização das pedras.

 

Embora não existam regras rígidas quanto ao tempo de exposição, deverá ter em conta que uma pedra de maior dimensão e da qual foi feito um uso intensivo irá beneficiar de uma exposição mais prolongada. Saiba reconhecer quando a sua pedra precisa de  ser limpa e recarregada.

 

Signos astrológicos associados ao Lapis-Lazúli:

 

Balança (pedra do signo moderna) e Sagitário (pedra do signo tradicional). Consulte a tabela das pedras dos signos.

 

Grau de Dureza do Lapis-Lazúli:

 

Entre 5 e 5,5 (escala de Mohs). Este grau de dureza indica que o lapis lazuli requer alguns cuidados. Evitar um uso intensivo desta pedra. Não usá-la 24 horas por dia, nem tampouco 7 dias por semana (o suor também é um factor de agressão para as pedras mais delicadas). Retirá-la sempre que for à praia ou ao mar. Caso não siga os cuidados recomendados para esta pedra, corre o risco de ela perder da sua beleza e necessitar de ser polida novamente.

 

Factos mineralógicos acerca do Lapis-Lazúli:

 

O Lapis-Lazuli  não é um mineral, mas sim uma rocha metamórfica composta por diversos minerais. Esta rocha pertencente à classe dos silicatos e por sua vez ao grupo dos feldspatoides.  Um silicato é um sal derivado da silícia (SiO2).  Uma rocha metamórfica, é uma rocha formada por recristalização:

 

1- quer pela acção da temperatura e da pressão que vão aumentando à medida que aumenta a profundidade na crosta terrestre,

2- quer por contacto com outras rochas –> é o metamorfismo de contacto.

O componente principal do lápis-lazúli é a lazurita (entre 25% a 40%): é ela a responsável pela côr azul característica do lápis-lazúli. Por ser a rocha que contém a lazurita, o lapis lazuli também é conhecido por lazurita pelos mineralogistas. A côr azul provém dos iões de enxôfre que ficam presos na armadilha que a configuração característica dos tetraédros (SiAlO4) representa para eles.

 

A lazurita é um mineral composto por sódio, alumínio, silícia, oxigénio e enxôfre que pertence ao grupo dos zeólitos. Um zeólito é um mineral microporoso devido à sua estrutura química aberta (que faz lembrar os favos de mel), estrutura essa que possibilita permutas iónicas. É por isso muito utilizado como absorvente industrial ou comercial, como suporte de catalizadores ou também como constituinte de detergentes para a roupa. Uma grande parte dos espécimes de lápis-lazúli contêm também calcita (côr branca), sodalita (azul) e pirita (amarelo metalizado).

 

As principais minas de extracção deste mineral, e aquelas de onde se extrai a melhor qualidade de lapis-lazuli, estão localizadas no Afeganistão.

 

 

FONTE: https://byethnica.wordpress.com/2014/02/14/propriedades-e-beneficios-do-lapis-lazuli/