SAGRADO SANGUE FEMININO

04/01/2013 18:22
 
Ultimamente um tema anda sendo bastante latente em minha vida, o do meu ventre. Aliás, queria deixar ressaltado que tenho grandes "problemas" com ele, digamos que antigamente era uma relação de amor e ódio, enquanto não menstruava era um amoooor, mas quando durante quatro dias saía sangue de mim, me deixando totalmente perdida no mundo, era um tal de 'queria ter nascido homem' e um pouco de 'podia ser mutante e não ter útero', mal eu sabia que todas as minhas fortes dores, todo o meu mau humor, toda a minha famosa tpm era devido a mim mesma, ao meu comportamento perante ao meu grande poder, que toda a mulher tem, o da menstruação.
 
 
Todo fluido é importante e sagrado, nosso corpo é como um templo, ou um altar se preferirem. Vejo que se nós, os pagãos, temos a visão de que os Deuses estão em tudo e tudo está nos Deuses, temos de tratar nosso corpo como sagrado, porque ele assim o é, ele foi escolhido entre tanto outros, talvez por nós mesmos, para ser o portador de nossa alma, de nossa essência, e o sangue tem tudo haver com isso, devemos honrar nosso sangue em geral, o poder da água que está em nós e as mulheres devem também honrar acima de muita coisa o sangue do ventre, onde representa todo o poder feminino, e também a vida, a abundância, a força, a coragem, o amor e o verdadeiro significado de ser mulher. Ser mulher é a coisa mais linda que podemos imaginar, chega de lamentar porque nós menstruamos! Vamos ao invés disso, parar para pensar o quão sangrar pelo órgão sexual é sagrado e importante. Por tanto tempo nós fomos oprimidas pelo patriarcado, que subjugou nosso sangue tão especial, tão nosso... Eles tentaram tirar o poder da mulher e por muitos anos conseguiram, e hoje nós temos muitas das marcas desse 'roubo', que por vezes carregamos de outras vidas, como acontece no meu caso.
 
Geralmente vejo as mulheres procurando saber sobre o ventre só quando sentem muitas dores e viram que nenhum remédio vai dar conta, tipo eu, antigamente eu nem me ligava nesses assuntos de sangue menstrual e resgate do sagrado feminino, que é nisso que eu acredito que toda mulher deva passar, o resgate de seu próprio ser, para se assumir como mulher, completamente livre, como um pássaro vermelho, feita de sangue e suor, da maior força do mundo, feita do sangue da Deusa.
 
A primeira vez em que menstruei não tive nenhum direcionamento da parte de minha mãe sobre isso, ela me explicou os fenômenos biológicos envolvidos e disse a famosa frase: "virou mocinha, aawn". Fiquei perdida, e por muitos anos permaneci assim, como se tivesse em um lugar que não fosse meu, um lugar onde ser mulher é vergonhoso, e eu sempre dizia: "a única parte ruim de ser mulher é ter o ventre". Mas esse ano as coisas mudaram finalmente, eu senti algo muito grande dentro de mim, meu 'eu' clamava por calma, meu útero estava tão agitado e cansado de ser ignorado que eu estava quase morrendo de tantas dores, e decidi acabar com as dores através da magia - afinal sou uma bruxa- e descobri que as coisas vão muito além de dor e choramingos, é tudo uma questão psicológica de não equilíbrio com o próprio corpo. E fui trabalhando isso, primeiro fiz um colar menstrual que serve para amenizar a dor a equilibrar o chakra, trabalhar este chakra do órgão sexual, é perfeito também, ajuda bastante, mas isso não basta, não basta você comprar mil coisas e fazer um altar menstrual se simplismente não mudou sua forma pensamento. Eu fui perceber na última menstruação, foi a primeira em anos que não doeu, tive pequenas dores que foram aplacadas com chá de erva cidreira e com o colar, mas eu conversei com meu ventre, com a lua da época, com o meu sangue, com a minha Deusa e percebi que muita coisa mudou, ás vezes uma mudança demora para realmente acontecer, tudo acontece aos poucos, devemos ter muita paciência e perseverança, talvez demore anos, ou vidas para estarmos completamente conectadas novamente com nosso ventre.
 
Vale apena, vale mesmo. Porque pelo pouco que eu já consegui, tão pouco... já me dá uma paz de espirito enorme. Lembrem-se meninas que se os Deuses nessa vida nos deram a maravilhosa oportunidade de sermos mulheres novamente, não podemos deixar de honrar este incrível presente. Assume-se como mulher, encare a incrível jornada de descobrir os poderes do próprio ventre e os mistérios de nosso sangue menstrual. O sagrado feminino nos espera com seus maravilhosos segredos.
 
Boa sorte a todas nessa espetacular busca!
 
Volta e meia, até a próxima!
 
Dedicado a todas as mulheres, que vocês encontrem, o amor de seus ventres.
 
E um beijo a todas as mulheres do coven que brilha muito na galáxia! Amo vocês!
 
 
Escrito por Iohara Quirino
Fonte: http://caminhomagico.net/index.php/pt/uma-adolescente-paga/140-sagrado-sangue-feminino